terça-feira, 29 de julho de 2008

Grand Space Pinheiros :: Repercussão do Protesto


Condomínio Grand Space Pinheiros, grande espaço!


Conforme já foi relatado no post sobre a bicicletada de julho, durante a mesma houve um protesto da massa crítica em frente ao condomínio Grand Space Pinheiros, contra a proibição de se guardar bicicletas na garagem do edíficio, conforme foi relatado pelo médico pneumologista André Nathan, que é morador do local.

Segundo o seu relato, "Parece que uma das bikes riscou um carro. E o prédio resolveu andar na contramão da tendência internacional, privilegiando o carro em detrimento do transporte alternativo". Quando foi reclamar, a síndica respondeu que "garagem não foi feita para bicicleta".

Indignado com tamanho absurdo, ele divulgou o fato em carta aberta à mídia e o assunto foi parar na lista da Bicicletada na internet. Após, entrar com contato com o morador e perguntar o que ele achava de um protesto público em frente ao seu prédio contra tal arbitrariedade, ele disse não haver problemas e lá se foi a massa para a rua Cristiano Vianna, em Pinheiros.


Massa Crítica: "Libera a Bicicleta!"

Hoje, ao acessar os e-mails da lista, um dos membros, o Felipe Aragonez, reproduziu o e-mail que o morador lhe enviou sobre a repercussão que a manifestação gerou em seu prédio, segundo ele, já conseguiu marcar uma audiência com a síndica e os moradores estão a favor das bicicletas.

"...que animal a bicicletada, hein? fora que a repercussão aqui no prédio foi animal, consegui até uma audiência com a síndica .. hahaha muito bom. Vou começar a aparecer nas sextas-feiras lá na Paulista..."

"Nossa, a síndica desceu e tava bem p. da vida, mas até que rolou.. ela achou que o "movimento popular" (hahahaha) foi exagerado, que as pessoas não tinham a ver com o prédio... mas eles têm a ver com a cidade, eu falei! E agora vao contratar um engenheiro pra rever a garagem... espero que role. Vambora!"


Fico feliz que a manisfestação tenha surtido efeito, é assim que mudamos as coisas e nos opomos as arbitrariedades e violações de nossos direitos, humanos e constitucionais, pois ao contrário do que a síndica do prédio afirmou, esse assunto envolve sim, à todos nós, mesmo que não sejamos moradores do prédio.

Outra coisa pelo visto ela não faz a mínima idéia, é que essa proibição é uma violação a Lei 14.266 e que o morador pode, caso ela não revise essa decisão, entrar com uma ação judicial contra o condomínio, amparado por tal Lei e artigos a seguir reproduzidos:

LEI Nº 14.266, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2007

(Projeto de Lei nº 599/05, do Vereador Chico Macena - PT)

Dispõe sobre a criação do Sistema Cicloviário no Município de São Paulo e dá outras providências.

Art. 8º Os terminais e estações de transferência do SITP, os edifícios públicos, as indústrias, escolas, centros de compras, condomínios, parques e outros locais de grande afluxo de pessoas deverão possuir locais para estacionamento de bicicletas, bicicletários e paraciclos como parte da infra-estrutura de apoio a esse modal de transporte.

§ 1º O bicicletário é o local destinado para estacionamento de longa duração de bicicletas e poderá ser público ou privado.

§ 2º O paraciclo é o local destinado ao estacionamento de bicicletas de curta e média duração em espaço público, equipado com dispositivos para acomodá-las.


Agora a pergunta que fica, e não quer calar é: O "Grand Space" Pinheiros não tem espaço para bicicletas?

Grande Espaço!






1 comentários:

Anônimo disse...

Se não tem, então não é tão "grand" assim!